Vacina Covid Cadastro de Vacinação

Anvisa Aprova CoronaVac Para Pessoas De 6 a 17 Anos

Vacina Covid CoronaVacA Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou uso da CoronaVac para o público de 6 a 17 anos. Essa vacina contra a Covid-19 é desenvolvida e fabricada pela farmacêutica chinesa Sinovac. No Brasil, sua fabricação é feita pelo Instituto Butantan, em São Paulo.

Agora, a CoronaVac é a segunda vacina a ficar disponível no país para essa faixa etária. A primeira, da Pfizer, já está em uso na campanha de imunização contra a covid-19 dos brasileiros mais jovens. No final do ano passado, ela foi liberada para crianças de 5 a 11 anos.

Advertisements

O pedido do Instituto Butantã à Anvisa era para que a CoronaVac fosse liberada para indivíduos de 3 a 17 anos. Isso já acontece em países como China, Chile, Colômbia, Equador, Camboja e Indonésia, Hong Kong, dentre outros países.

Contudo, a Anvisa decidiu aprovar o uso emergencial a partir dos 6 anos. Isso ocorreu devido o colegiado da agência entender que ainda não existem dados suficientes de efetividade do produto em crianças mais jovens (de 3 a 5 anos).

Advertisements

Além disso, o imunizante da CoronaVac que será utilizado nas crianças é a mesma formulação disponibilizada para adultos. A Pfizer, por sua vez, tem uma versão específica de sua vacina para este público. A aplicação de duas doses será feita num intervalo de 14 a 28 dias entre elas.

O que acontece agora?

Com a aprovação pela Anvisa, o Ministério da Saúde pode comprar e começar a utilizar a CoronaVac nas crianças. Esse público já foi incluído no plano nacional de vacinação contra a covid-19 em janeiro de 2022. Contudo, as datas de aplicação, bem como a logística, ficam a depender de estados e municípios.

Advertisements

De acordo com a decisão da Anvisa, não existe impedimento para que estados e municípios comecem a aplicar a CoronaVac em pessoas de 6 a 17 anos. Os cronogramas de vacinação infantil devem ser divulgados pelas secretarias locais de saúde.

Contudo, a Anvisa impôs uma limitação: pessoas dessa faixa etária consideradas imunosuprimidos não poderão tomar a vacina. São considerados imunoprimidos:

  • Pessoas transplantadas de órgão sólido ou de medula óssea;
  • Pessoas com HIV e CD4 <350 células/mm3;
  • Pessoas com doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida;
  • Pessoas em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias;
  • Pessoas com neoplasias hematológicas;
  • Pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos seis meses.

Resumo sobre a decisão da Anvisa quanto à CoronaVac

Segue abaixo as principais informações sobre a decisão da Anvisa:

  • A CoronaVac está liberada para público entre 6 e 17 anos;
  • Não pode ser aplicada em imunossuprimidos, que são pessoas com baixa imunidade;
  • A aplicação está liberada para público com comorbidades (doenças ou condições prévias que agravam a covid-19);
  • A imunização será em duas doses aplicadas em intervalo de 28 dias;
  • A vacina é a mesma usada em adultos, sem adaptação de versão pediátrica;
  • A Anvisa não determinou quando começa a vacinação: distribuição de doses, cronograma e alteração de planos dependem dos estados, municípios e do Ministério da Saúde;

 

Advertisements
Programas Sociais BR

Leia Estes ...

Vacina Covid Cadastro de Vacinação

SP Aplica Quarta Dose Da Vacina Contra Covid-19 Para 80 e 60 Anos

A partir da próxima segunda feira (21/03), o estado de São Paulo vai começar a …

Vacinação Covid 19 Quarta Dose

Paraná Aplica 4ª dose Da Vacina Contra Covid Em Idosos

Em reunião da Comissão Inter-Gestores Bipartite do Paraná (CIB-PR) na última quinta-feira (24), gestores da …

Vacina Contra Gripe Influenza

Divulgado o Calendário De Vacinação Contra a Gripe 2022

A campanha para a vacinação 2022 contra a Gripe segue no Brasil. Agora, depois do …