Caixa Suspende Empréstimo Consignado Com Bolsa Família

Na última sexta-feira (13/01), a Caixa Econômica Federal (CEF) anunciou a suspensão do empréstimo consignado para pessoas beneficiárias do Auxílio Brasil. Cabe lembrar que quem recebia o benefício criado durante o governo Jair Bolsonaro (PL, 2019-2022) passou a receber o Bolsa Família, retomado sob o novo governo Lula (PT). As informações são da Agência Brasil.

A informação é da nova presidenta do banco público, Rita Serrano. Ela justificou a decisão da CEF por duas razões.

A primeira delas é a dos juros dessa modalidade de consignado. Eles estão na casa de quase 3,5% ao mês, do chamado Consignado Auxílio. Eles são citados por Serrano como uma das preocupações de especialistas que temem quanto ao endividamento das famílias beneficiárias do programa social. Já falamos aqui sobre os juros do consignado com programas sociais serem até três vezes mais altos que a média do mercado.

Rita Serrano, presidenta da CEF, junto ao Ministro da Fazenda Fernando Haddad (dir.) e ao presidente Lula (esq)/ créditos: G1
Rita Serrano, presidenta da CEF, junto ao Ministro da Fazenda Fernando Haddad (dir.) e ao presidente Lula (esq)/ créditos: G1

Rita Serrano disse que essas pessoas, beneficiárias do Bolsa Família e que estão endividadas, serão incluídas no programa Desenrola Brasil. Também como já explicamos aqui, esse programa, promessa de campanha de Lula, ainda está em fase de elaboração.

A segunda razão é, em termos, de ordem burocrática. Em nota, a CEF disse que o Ministério do Desenvolvimento Social irá, nos próximos meses, revisar o cadastro das famílias. “Não é de bom tom que a gente mantenha, porque não sabemos quem ficará nesse cadastro”, explicou Serrano em entrevista à imprensa.

Consignado com benefícios federais sempre foi questionado

O empréstimo consignado comprometendo valores de benefícios federais causa polêmica desde o início. Além do risco de endividamento apontado por especialistas, há também críticas sobre o uso eleitoreiro da modalidade. Com efeito, existe também muita desinformação da população sobre o tema, o que pode agravar problemas como o endividamento.

O consignado para beneficiários do então Auxílio Brasil passou a ser oferecido, em outubro do ano passado, no governo de Jair Bolsonaro. A modalidade permite também que o consignado comprometa valores do Benefício de Prestação Continuada (BPC). A prestação do consignado pode chegar a 40% do valor do benefício. Uma família que recebe R$ 600,00, por exemplo, pode ficar com R$ 240 reais comprometidos, por mês.

Como essa modalidade funciona?

Como sabemos, o empréstimo na modalidade consignado compromete valores de uma renda da pessoa contratante em parcelas mensais. Como as pessoas que recebem benefícios federais não possuem comprovação de renda, o desconto acontece direto no benefício. Dessa maneira, a pessoa que, por exemplo, recebia R$600,00 mensais, irá receber esse valor descontados até R$240,00.

 

Programas Sociais BR
Pesquise Artigos

Leia Estes ...

Nota Premiada Bahia Como Se Cadastrar e Concorrer a Prêmios

Há vários programas de educação fiscal espalhados pelo país. Eles visam incentivar cidadãos e cidadãs …

Aluguel Social Para Idosos Tem Inscrições No Mato Groso Do Sul

O Programa Locação Social – Parque Público está com as inscrições abertas para aluguel social …

Programa IPVA Em Dia Oferece Parcelamentos No Rio De Janeiro

O programa IPVA em Dia surgiu como uma ótima opção para proprietários e proprietárias de …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *