Governo Federal Reajusta Faixas De Pobreza e Extrema Pobreza

Auxílio Brasil Novo Bolsa FamíliaO governo federal divulgou um reajuste das faixas de pobreza e extrema pobreza nas classificações de cadastros governamentais. Essa mudança altera também valor dos benefícios básicos do Programa Bolsa Família. No caso, os reajustes modificaram alguns limites para a classificações nas faixas de pobreza e extrema pobreza.

Os novos valores serão considerados para o pagamento do novo programa social do Governo, o Auxílio Brasil. Ele começa a ser pago a partir do próximo dia 17. Com a mudança, incorpora-se um aumento de 17,84% no tíquete médio. O valor médio do benefício passará para R$ 217,18 mensais.

Advertisements

Com a alteração, as famílias com renda per capita de até R$ 100 passarão a ser consideradas em situação de extrema pobreza. Por conseguinte, aquelas com renda per capita até R$ 200 serão consideradas em condição de pobreza. No Bolsa Família, esses valores eram, respectivamente, de R$ 89 e R$ 178 por pessoa.

Dessa forma, para as famílias em extrema pobreza, o benefício básico do Bolsa Família passa de R$ 89 para R$ 100. Já as parcelas variáveis, com valor de R$ 41, sobem para R$ 49. O Benefício Variável Vinculado ao Adolescente vai de R$ 48 para R$ 57. Já no Auxílio Brasil, a estrutura básica foi simplificada. Assim, são incorporados no auxílio Benefício Primeira Infância, Benefício Composição Familiar e Benefício de Superação da Extrema Pobreza.

Advertisements

Inclusão automática

Os pagamentos do Auxílio Brasil começam em 17 de novembro. Assim, de início, o pagamento contemplará cerca de 14,6 milhões de famílias. Com efeito, todas as pessoas já cadastradas no CadÚnico receberão o benefício automaticamente.

As datas do pagamento seguirão o calendário habitual do Bolsa Família, programa que o Auxílio Brasil visa substituir. Não haverá, assim necessidade de recadastramento. Contudo, é preciso ter o cadastro ativo e atualizado.

Advertisements

PEC dos precatórios

Também em dezembro, se aprovada a PEC 23/2021 pelo Poder Legislativo, o Auxílio Brasil será ampliado para mais de 17 milhões de famílias. Trata-se da PEC dos precatórios, que cria espaço no orçamento de 2022 para o andamento do programa segundo planejamento do governo. A proposta já foi aprovada em primeiro turno.

Assim, a ideia é que cerca 50 milhões de brasileiros sejam beneficiados, o que equivale aproximadamente a um quarto da população. Assim sendo, seria zerada a fila de espera de pessoas inscritas no CadÚnico habilitadas ao programa. O objetivo da alteração é contemplar com o maior valor possível as famílias em condição de pobreza e de extrema pobreza. Assim, seria amenizado os efeitos tanto da crise socioeconômica causada pela pandemia do novo Coronavírus quanto pela grande crise econômica do país.

Com informações do Ministério da Cidadania.

Advertisements
Programas Sociais BR

Leia Estes ...

Vale-Gás Para Família de Baixa Renda

Auxílio-Gás Federal Começa Em Dezembro Entenda

A partir de dezembro de 2021, o governo federal pagará um Auxílio-Gás (esse Vale-Gás é …

Tarifa Social Econômica Para Famílas

Aneel Anuncia Nova Bandeira Tarifária De Energia Elétrica

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou, nesta sexta-feira, 26, uma nova bandeira tarifária …

PoupaTempo Agendamento e Serviços

Como Ter Passaporte Da Vacina De SP Pelo Poupatempo

Os cidadãos de São Paulo podem conseguir Certificado de Vacinação contra Covid-19, o chamado “Passaporte …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *