Projeto Dam+ Rio de Janeiro/Créditos: Reprodução
Projeto Dam+ Rio de Janeiro/Créditos: Reprodução

RJ Oferece Bolsas De Estudo a Pessoas Trans e Travestis

No Mês do Orgulho LGBTQIA+, pessoas trans e travestis vão ter oportunidades de obter bolsas de estudo no Rio de Janeiro. Assim, poderão trilhar sua educação formal, tendo suporte financeiro pago pela prefeitura. Para tanto, estão abertas as inscrições para a primeira turma do Projeto Dam+. Essa iniciativa oferecerá bolsas de estudos e aulas de reforço escolar. Assim, possibilitará a essa população a obtenção do certificado de conclusão do Ensino Fundamental.

Serão 30 vagas ofertadas, nesse início. Com efeito, haverá ainda outras turmas nas próximas etapas do projeto.

Advertisements

As aulas terão início em agosto. Elas acontecerão no Centro Municipal de Referência de Educação de Jovens e Adultos, no Centro do Rio. Acontecerão das 13h às 17h, durante o período aproximado de um ano. Além do material didático, o projeto também contará com bolsa mensal. Ela será no valor de R$600 para quem cursar as aulas reforço. Além disso, o projeto oferecerá lanche e vale-transporte.

“O objetivo do Dam+ é proporcionar educação às pessoas trans e travestis que não tiveram acesso ao ensino fundamental e dar a elas a certificação da conclusão desta fase, assim como prepará-las para eventualmente fazer concursos públicos ou ingressarem no mercado de trabalho preparando-os para áreas especificas”, disse Carlos Tufvesson, coordenador de Diversidade Sexual da Prefeitura, ao jornal O Dia.

Advertisements
Prefeitura abre inscrições para primeira turma de reforço escolar para pessoas trans e travestis - Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro - prefeitura.rio
Projeto Dam+ / Créditos: Portal Prefeitura do RJ

Sobre o projeto e como se inscrever

O projeto, como já foi dito acima, é desenvolvido pela Prefeitura do Rio. Isso é feito por meio da Coordenadoria Executiva da Diversidade Sexual (CEDS), da Secretaria de Governo e Integridade Pública. O Dam+ é executado em conjunto com outras pastas, como a de Saúde e Educação.

A proposta é oferecer aulas com professoras e professores da Secretaria de Educação para a população trans e travestis. Além disso, é previsto haver abordagens transdisciplinares, com profissionais outras áreas de atuação. Esses serão conforme as secretarias envolvidas.

Advertisements

As pessoas interessadas devem entrar em contato pelo telefone (21) 2976-9138 ou pelo e-mail [email protected]. As inscrições vão até 8 de julho.

População Trans e ensino básico

Em seminário apresentado em 2019, Dani Balbi, primeira professora trans da Escola de Comunicação Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), definiu que o primeiro gargalo para a inclusão da população trans e travestis no mercado de trabalho está justamente na escola básica. Ela constata que entre essa população existe maior estímulo para a evasão escolar. Além disso, diz que as políticas públicas para reverter essa situação.

Sobre a avaliação da professora, mais informações na Agência Brasil.

Advertisements
Programas Sociais BR

Leia Estes ...

Auxílio Brasil tem fila de 2,78 milhões de famílias

Um levantamento feito pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) aponta um dado preocupante sobre o …

Vale-Gás Para Família de Baixa Renda

Vale-Gás Tem A Maior Fila De Espera De Programas Federais

O Vale-Gás nacional é o benefício social do Governo Federal que, atualmente, possui a maior …

Casa Conjuntos Habitacionais GO

Projeto Cria Programa Para Professores Comprarem Imóvel

O Projeto de Lei 1920/22 (PL 1920/22) foi apresentado pelo deputado Márcio Macedo (PT-SE). Ele …