Programa Vale Transporte Social Para Pessoas De Baixa Renda

Vale Transporte Social PropostoO Projeto de Lei 4489/21, de autoria do deputado Elias Vaz (PSB-GO) institui o Programa Vale-Transporte Social. Segundo o texto, o programa visa assegurar transporte público coletivo gratuito à população de baixa renda e a desempregados (as). Atualmente o texto segue em ANÁLISE na Câmara dos Deputados.

De acordo com o PL, o benefício será equivalente a pelo menos 44 viagens mensais. Ele será repassado por meio de bilhetes ou créditos, como os cartões dos sistemas de transporte público municipais. O critério de acesso ao programa será ter inscrição ativa no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Serão inclusas também pessoas desocupadas segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Veja o Vídeo deste assunto no Canal Programas Sociais BR:

Ainda de acordo com o PL, os municípios poderão firmar contratos com a União, que será responsável pelo programa. Nesse caso, as prefeituras deverão se comprometer, entre outros pontos, com a operacionalização do fornecimento do vale (na forma de bilhetes ou créditos) às pessoas beneficiadas.

Veja, Acompanhe, Pesquise as Diversas Vagas de Empregos Abertos , por AQUI.

Se Precisar Reformar ou Construir Saiba Que as Prefeituras Podem Te Fornecer Serviço de Arquiteto Gratuito, veja mais..

Transporte Como Direito

“O transporte coletivo é um serviço essencial e um direito social reconhecido pela Constituição”, disse o autor da proposta, deputado Elias Vaz (PSB-GO). “É de suma importância, portanto, garantir o acesso da população ao transporte coletivo e mantê-lo funcionando de forma satisfatória”, continuou.

Contudo, atualmente, esse direito tem sido comprometido pelos altos custos praticados no Brasil. Em fevereiro de 2022, a Cuponation, plataforma de descontos online, mostrou que o Brasil tem o transporte coletivo mais caro da América do Sul.

Segundo dados da plataforma, brasileiros e brasileiras gastam, em média R$214,00 por mês em passagens do transporte coletivo. Isso equivale a cerca de 18% do salário mínimo de acordo com números atuais. Com efeito, esse número pode ainda ser pior considerando que as cidades promovem reajustes no início do ano.

É importante ainda considerar a taxa de desemprego no Brasil, atualmente em 11,6%, ao que se junta a população em desalento, em 4,5%. Além disso, a alta informalidade (40%, aproximadamente) e a queda no rendimento médio dos brasileiros (em R$2.444,00, menos 4,5% em relação ao período anterior) tornam o gasto com os transportes ainda mais significativos. Esses dados são do IBGE.

Tramitação

O PL tramita em caráter conclusivo na Câmara dos Deputados. Ele ainda será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família. Depois, será avaliado pelas comissões de Viação e Transportes, de Finanças e Tributação. Por fim, será analisado pela comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Passando pelas comissões da casa, poderá ser votado.

 

Programas Sociais BR Programas Sociais BR Stories
Pesquise Artigos

Leia Estes ...

Enchente No Rio Grande Do Sul Liberado O FGTS

Como Ajudar As Vítimas Das Enchentes Do Rio Grande Do Sul?

Como ajudar as vítimas das chuvas do Rio Grande do Sul? Depois das chuvas ocorridas …

Enchente No Rio Grande Do Sul Liberado O FGTS

Governo Do RS Recria Auxílio Para Vítimas Das Chuvas

O governo do estado do Rio Grande do Sul detalhou, o Programa Volta Por Cima …

Bolsa Atleta Potiguar RN

Bolsa Atleta Potiguar Abre Inscrições No Rio Grande Do Norte

O programa Bolsa Atleta Potiguar passou a receber inscrições em sua primeira edição, em 2024. …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *