RJ: Caixa Lança Programa Mulheres De Favela. Conheça

Vários programas sociais foram lançados em meio às comemorações da Semana da Mulher. Foi nesse contexto que Caixa Econômica Federal lançou nesta sexta-feira (10/03), no Rio de Janeiro, o primeiro laboratório de inovação social pelo programa Mulheres de Favela.

De início, serão investidos R$ 16,6 milhões do Fundo Socioambiental Caixa. A iniciativa não deve ficar restrita à capital fluminense. Isso porque estão previstas a inauguração de outros dois laboratórios do projeto. Um ficará em Salvador e o outro em São Paulo. A inauguração será nos próximos meses.

Segundo a Caixa, o laboratório de inovação social é um espaço destinado à pesquisa, capacitação e formação prática das moradoras. Além disso, o Mulher de Favela de promover rodas de escuta para o desenho das ações sociais a serem executadas futuramente.

Caixa cria programa para mulheres - Foto: Tomaz Silva
Caixa cria programa para mulheres – Foto: Tomaz Silva

As mulheres participantes recebem acolhimento e treinamento em vários âmbitos. O foco é naquelas que buscam começar ou escalar seu negócio para alcançar a independência financeira.

A proposta foi desenvolvida pela empresa Impact Hub. Com o laboratório, a empresa realizará, além das ações sociais, pesquisas e capacitação. A expectativa é que 300 mulheres sejam capacitadas em cada laboratório. Isso ocorrerá ao longo dos 45 dias de formação prática. Outras 1.500 mulheres de comunidades pobres do Rio de Janeiro devem participar das oficinas online e demais atividades.

O que pretende o programa?

A Caixa lançou o programa Mulheres de Favela em parceria com a CUFA (Central Única das Favelas) e a VISA. Trata-se de uma ação que tem como objetivo promover o desenvolvimento socioeconômico nas favelas. Nesse caso, a promoção do desenvolvimento será com foco na emancipação das mulheres.

Todas as iniciativas do programa Mulheres de Favela terão foco em:

  • Empreendedorismo feminino
  • Educação financeira e empreendedora
  • Inovação em produtos bancários
  • Habitação e fomento social
  • Integração de projetos de impacto social positivo e políticas públicas

Etapas

O programa será dividido 3 etapas. São elas:

Etapa 1

Nessa etapa, haverá práticas presenciais. elas serão focadas em empreendedorismo, capacitação em upcycling (reutilização de materiais), educação financeira, gestão de negócios, marketing digital, formalização, resgate da autoestima e empoderamento.

O público alvo será de moradoras do Complexo da Penha (RJ), Complexo Coutos (BA) e Paraisópolis (SP). Nessas localidades que ficarão os laboratórios do projeto.

Etapa 2

Nessa etapa, as atividades serão online, via WhatsApp. Serão atendidas mulheres de 13 estados (SP, RJ, BA, MG, CE, PR, RS, DF, RO, SE, PE, ES e PB). A expectativa é atender mais de 50 mil mulheres nessa etapa.

As atividades consistirão em uma trilha de empreendedorismo. Ela será composta por vídeos curtos gravados por mulheres da favela gerando identidade e pertencimento.

Etapa 3

Essa será mais uma etapa online. Dessa vez, em uma plataforma do programa que será disponibilizada para as atividades. Ela contará com uma trilha formativa digital com aprofundamento em Educação Financeira. Contará com uma metodologia de impacto para transformação de vida a partir da relação com o dinheiro.

Deverá atender mulheres que participaram das trilhas anteriores.

Programas Sociais BR
Pesquise Artigos

Leia Estes ...

Programa IPVA Em Dia Oferece Parcelamentos No Rio De Janeiro

O programa IPVA em Dia surgiu como uma ótima opção para proprietários e proprietárias de …

Arquiteto Gratuito Pelas Prefeituras

Serviços De Arquitetura Gratuito Pelas Prefeituras

Ao cidadão Brasileiro um lembrete: Serviços de Arquitetura Gratuito que as Prefeitura de todo o …

Como Solicitar Castração Gratuita De Animais Em São Paulo

O município de São Paulo oferece um serviço serviço de castração de animais desde 2001. …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *